CAC

No dia 3 de agosto de 1991, foi inaugurado o Centro de Atendimento Comunitário Nelson Abrão David, conhecido como CAC/NAD. Esse projeto surgiu de uma ideia de Anizio e seu irmão Nelsinho, figuras muito conhecidas e queridas em Nilópolis. O CAC é uma instituição que oferece cursos profissionalizantes (em diversas áreas) a moradores de Nilópolis e de outras regiões. “Como você pode ver, o seu Anizio pensa em tudo. Começou com a Creche, depois veio o Educandário e para que esses jovens recém-saídos do ensino fundamental possam ter um porto seguro para a qualificação profissional, ele criou o CAC,” disse Aroldo Carlos, diretor do Centro de Atendimento Comunitário Nelson Abrão David.

Em um país onde as oportunidades de empregos estão cada vez mais associadas à capacitação profissional, a atuação do CAC/NAD é muito necessária – essencial. Isso porque oferece oportunidade para que os alunos possam se qualificar e, com isso, futuramente essas pessoas poderão ter uma vida melhor, fazer planos para seu futuro, construir família e ajudar seus familiares. “Ministramos diversos cursos, cada um com um foco específico e para um determinado público. Na área comercial, temos cursos de telemarketing, inglês, espanhol, informática, técnica de vendas, atendimento ao cliente, turismo, fotografia, estilismo, cabeleireiro, corte e costura, auxiliar de creche, culinária e acompanhante de idosos. Na área industrial, temos cursos de refrigeração, elétrica residencial, marcenaria, hidráulica, mecânica de motocicletas e concerto de eletrodomésticos.

Além disso, temos cursos de artesanato, fantasias, adereços, ginástica para terceira idade, karatê, capoeira, decoração artística para bolos, doces finos e salgados para festas, além de cursos de dança de salão, aerodança e dança do ventre. Por fim, prestamos alguns serviços para a comunidade, como orientação nutricional, clínica médica, psicologia, jurídico, pediatria, angiologia, odontologia e laboratório. Com essa gama de cursos e serviços, o cidadão de Nilópolis e da Baixada Fluminense, jovem ou não, sempre encontra um curso que o agrade e afinado com as necessidades de contratação do mercado de trabalho”, comenta Aroldo.

 

Patrono de toda a ideia, Anizio aponta que o mais importante no trabalho do CAC é o fato de qualquer pessoa sem uma profissão definida poder se tornar um profissional pronto para um determinado nicho do competitivo mercado de trabalho: “Às vezes, o aluno é iletrado, mas se forma em bombeiro hidráulico, eletricista, e consegue, dessa maneira, recuperar a autoestima que muitas vezes foi perdida quando teve que largar os estudos ou nem mesmo pôde começá-los”, afirmou o presidente de honra da Beija-Flor de Nilópolis.

banner-cac