Desenvolvido e relizado por:
Coordenação:

QUADRA BEIJA-FLOR
Rua. Pracinha Wallace Paes Leme, N° 1025
Nilópolis – RJ – CEP: 26.050-032

 

 

BARRACÃO BEIJA-FLOR
Cidade do Samba (Barracão nº 11)
Rua. Rivadávia Correa, nº 60 – Gamboa
CEP: 20.220-290

© 2018 GRES - Beija-Flor

  • Branco Twitter Ícone
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone Spotify

1978 – A CRIAÇÃO DO MUNDO NA TRADIÇÃO NAGÔ

Resultado

Campeã do Grupo 1 (AESCRJ) com 166 pontos

Data, Local e Ordem de Desfile

9ª Escola de 05/02/78, Domingo
Av. Marquês de Sapucaí

Autor(es) do Enredo

Joãosinho Trinta

Carnavalesco(s)

Joãosinho Trinta

Presidente

Nelson Abrahão David

Diretor de Carnaval
Laíla

Diretor de Harmonia
Laíla

1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira

Juju Maravilha e Élcio PV

2º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira

N/D

Coreógrafo da Comissão de Frente

N/D

Bateria

N/D

Contigente

3000 Componentes

Samba Enredo

Autor(es)

Neguinho da Beija-Flor, Gilson Dr. e Mazinho

Puxador(es)
Luiz Antônio Feliciano Marconde (Neguinho da Beija-Flor)

Baioou no ar
O ecoar de um canto de alegria
Três princesas africanas
Na sagrada Bahia
Iyá-Kalá, Iyá-Detá, Iyá-Nassô
Cantaram assim a tradição nagô
Olorun, senhor do infinito,
Ordena que Obatalá
Faça a criação do mundo
Ele partiu, desprezando Bará
E no caminho, adormecendo, se perdeu
Odudua
A divina senhora chegou
E ornada de grande oferenda ela transfigurou

Cinco galinhas d’Angola e fez a terra
Dos pombos brancos criou o luar
Um camaleão dourado
Transformou em fogo
Os caracóis do mar
Ela desceu, em cadeia de prata,
Em viagem iluminada,
Esperando Obatalá chegar
Ela é rainha,
Ele é rei e vem lutar
(Iererê)

Iererê, ierê, ierê ôôô
Travam um duelo de amor
E surge a vida com seu esplendor